Liga Americana de Rugby

A primeira temporada da Liga está prevista para 2020 em formato de franquias e o projeto tem total apoio da World Rugby

 

A ideia da criação de uma liga profissional de rugby em formato de franquias está ganhando consistência há alguns meses entre os países afiliados a Sudamérica Rugby. O projeto está em estágio de desenvolvimento e está sendo liderado pelo presidente da Sudamerica Rugby, Sebastián Piñeyrúa e conta com o apoio total da World Rugby e da Americas Rugby.

 Com o objetivo de começar a competição em 2020, está se trabalhando para a criação de uma liga que inclui equipes / franquias da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai, como recentemente apresentado a um grupo de representantes das respectivas confederações no âmbito da Assembleia Geral da Sudamérica Rugby e em reuniões feitas nos Estados Unidos com os representantes da Americas Rugby, com a participação da Sudamérica Rugby e países do Rugby Championship. Outras opções também são estudadas com a inclusão do México e ou Peru.

 "Estamos trabalhando com várias confederações para criar a Liga Americana de Rugby", diz Piñeyrúa. "Conversamos com todos os presidentes dessas entidades e temos a convicção de que é o caminho certo para continuar crescendo é que as equipes nacionais se tornem cada vez mais competitivas".

Entre os objetivos propostos estão:

  • Continuar com o desenvolvimento exponencial do rugby que está sendo visto na região.
  • Aperfeiçoar o desenvolvimento dos jogadores para que eles possam competir em igualdade de condições com os atletas dos países onde o rugby é mais desenvolvido.
  • Criar um novo espaço para os nossos jogadores melhorarem o seu desempenho e jogarem em seus locais de origem e fazerem parte da elite do Rugby da America Latina.
  • Dar continuidade aos programas de desenvolvimento e fortalecer a concorrência na região.
  • Divulgar os valores do rugby para que eles possam ser compartilhados por mais pessoas.

 A LAR trabalhará com um sistema de franquias, mas com uma forte presença das confederações de cada país que manterão o controle esportivo; os parceiros de negócios poderão ter até 49% da franquia.

 "Da World Rugby há um grande interesse no crescimento do rugby na  América, a recente liga que foi criada nos Estados Unidos, a Major League Rugby e a American Rugby League, que terá início em 2020 no sul, são dois exemplos que ajudarão nesse crescimento.

 "A LAR procurará fornecer aos jogadores e torcedores a oportunidade de experimentar o rugby intensamente."

 "Americas Rugby, liderado por Agustín Pichot, buscará se envolver com as uniões da SAR e Rugby Americas North para uma cooperação ativa e continuar o desenvolvimento do rugby no continente que é um dos seus grandes objetivos para o futuro", afirmou Piñeyrúa.

 O formato da competição está alinhado com os renovados calendários internacionais que entrarão em prática a partir de 2020.

 A Sudamérica Rugby informará sobre os avanços da criação da Liga conforme eles aconteçam.  

Postar comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Liquid error: Could not find asset snippets/size-chart.liquid