Gilbert é a nova fornecedora de bolas da CBRu

Empresa de material esportivo será fornecedora de bolas oficiais do rugby brasileiro até 2024

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) fechou nesta semana contrato com a Gilbert, que a partir de agora será a fornecedora oficial de bolas para as seleções brasileiras até 2024. A marca é considerada a mais tradicional fornecedora de materiais esportivos do rugby, tendo parcerias com a World Rugby e com as maiores potências mundiais da modalidade.
 
“Estamos muito animados pela nossa nova parceria com a Gilbert. Na CBRu temos um plano muito ambicioso para acelerar o crescimento do Rugby no Brasil e internacionalmente durante os próximos anos. Para poder ser bem sucedidos, precisamos trabalhar em parceria com os melhores. A Gilbert é reconhecida há muito tempo como a fornecedora das melhores bolas de Rugby no mundo. Eles serão parceiros estratégicos para elevar os estandards de performance no ambiente de treinamento diário e nas nossas competições locais”, afirma Agustin Danza, CEO da CBRu.
 
“Já há alguns anos que a Gilbert assumiu a responsabilidade de apoiar o desenvolvimento do rugby seriamente. É, portanto, um grande prazer podermos apoiar o enorme potencial do Rugby no Brasil. Através deste acordo pretendemos ajudar a CBRu com seus objetivos de longo prazo e trabalhar com eles para incentivar muito mais brasileiros a praticar este esporte”, afirma Richard Gray, diretor de marketing e vendas da Gilbert.
 
As bolas Gilbert terão desenho exclusivo para o rugby brasileiro, com o símbolo do Tupi estampado e as cores verde e amarelo. Os produtos são importados e possuem a mesma qualidade das bolas utilizadas pelas maiores potências globais do rugby. Até o fim do ano os produtos devem estar disponíveis para compra no site oficial da marca no Brasil.
 
Vale lembrar que a Gilbert tem uma conexão histórica com o rugby, sendo a bola que William Webb Eliis tinha em suas mãos quando surgiu a modalidade. As bolas evoluíram muito desde então e a marca sempre esteve presente nessa escalada. Em 1994 a Gilbert registrou as elipses coloridas nos cantos da bola, hoje características do rugby e da própria marca.
 
As bolas da Gilbert são desenvolvidas com mais alto padrão no laboratório de tecnologia da empresa, que fica em Londres, na Inglaterra. Equilíbrio, peso e aderência da bola afetam bastante em um jogo, principalmente em jogadas com passe e chute. A qualidade da bola muda o potencial de distância e precisão de cada passe, com a aderência melhorando a manipulação da bola em todas as condições.
 
“Este acordo mostra nosso compromisso contínuo com o desenvolvimento e o crescimento do rugby no Brasil. Ele colocará os Tupis no mesmo nível em termos de equipamentos de qualidade com países tradicionais, como Inglaterra, África do Sul e Austrália, por exemplo. Para competir em nível internacional, você deve treinar e usar o mesmo equipamento de qualidade que é usado quando se joga partidas internacionais”, finaliza Gareth Owen, representante da Gilbert no Brasil.
 

Postar comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados