Brasil é campeão do Sul-Americano 6Nações de Rugby XV pela primeira vez na história

Título inédito veio após vitória por 67 a 5 sobre a Colômbia, nesse sábado (19), no tradicional clube SPAC, em São Paulo

Imagens: João Neto/Fotojump (mais imagens em www.fotojump.com.br)

São Paulo (SP), 19 de maio de 2018 – A Seleção Brasileira de Rugby XV conquistou o título do Campeonato Sul-Americano 6 Nações, após vitória por 67 a 5 sobre a Colômbia em partida realizada nesse sábado (19), no campo do SPAC, em São Paulo. Na campanha pelo inédito título Sul-Americano os Tupis venceram também a Argentina XV, pela primeira vez em sua história, e o Chile.

“Isso é o resultado de muito trabalho. O jogo começou tenso, mas com paciência fomos construindo nossa vantagem. Agora é só comemorar”, disse o capitão Yan Rosetti, após a conquista inédita. “Fecho minha carreira na Seleção com chave de ouro. A gente sofreu muito nesses 20 anos e eu represento toda uma geração que trabalhou muito e não está mais aqui. Todos que passaram e colocaram a camisa do Brasil um pouco acima do que ela estava. O trabalho é de todo mundo e esse grupo merece muito levantar o troféu de campeão”, complementou Ige.

O primeiro tempo no SPAC começou truncado, com muita disputa de bola. Aos 12 minutos, entretanto, os Tupis abriram o placar, em try de Arthur, após scrum do lado esquerdo do ataque brasileiro. Josh converteu e o colocou 7 a 0 no placar. Os brasileiros ampliaram o marcador com dois penais do mesmo Josh, fazendo 13 a 0. A partir daí a Colômbia conseguiu manter a bola no ataque, mas viu a defesa brasileira brilhar. O colombiano Grajales recebeu amarelo e ficou dez minutos fora, mas logo Gelado também sofreu a mesma punição e Chabal, em seu último jogo pela Seleção, recebeu vermelho, deixando os Tupis com 13 atletas em campo. Os Tucanes fizeram uma última pressão, mas os Tupis se seguraram quase em cima do ingoal para levar o jogo ao intervalo com 13 a 0.

A conversa do intervalo foi boa para o Brasil, que voltou para o segundo tempo e logo resolveu a partida. Ige, atleta com maior número de jogos oficiais pela Seleção – 72 –, em seu último ato, recebeu a bola pela esquerda após grande troca de passes e anotou o segundo try brasileiro na partida, abrindo 18 a 0. Logo na sequência Moisés furou a defesa dos Tucanes pelo meio e fez mais um try, convertido por Josh, colocando 25 a 0 no placar.

A partir daí os brasileiros tiraram a pressão dos ombros e passaram a fazer um verdadeiro show de tries. Moises, novamente, Paganini, Zé, Daniel e Felipe Sancery anotaram seus tries, quase todos eles convertidos por Josh, abrindo 60 a 0. Aos 35 os colombianos fizeram seu try de honra, mas a festa foi mesmo dos Tupis, que marcaram mais um try com De Wet, também convertido.

Com os 67 a 5 sobre os Tucanes, os Tupis festejaram a conquista do seu primeiro título Sul-Americano na história.

 

Campeonato Sul-Americano 6Nações

Brasil 67 x 5 Colômbia

Brasil: 1-Chabal, 2-Yan, 3-Jardel, 4-Gelado, 5-PAganini, 6-Michael Oliveira, 7-Arthur, 8-Ige, 9-Tanque, 10-Josh, 11-Zé, 12-Moisés, 13-Felipe Sancery, 14-Stefano, 15-Daniel Sancery. Reservas: 16-Luan, 17-Nelson, 18-Abud, 19-Bruxinho, 20-Arruda, 21-Will, 22-De Wet, 23-Valentin. Técnico: Rodolfo Ambrósio.

Tries brasileiros: Arthur, Ige, Moises (2), Paganini, Zé, Daniel Sancery, Felipe Sancery e De Wet. Conversões e penais: Josh.

 

Sobre a CBRu e o rugby

“A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) tem o apoio do Comitê Olímpico do Brasil e do Ministério do Esporte, conta com o patrocínio máster do Bradesco e, como patrocinadores principais, AccorHotels, Topper, Heineken, Correios, Mercado Livre, CCR, Total, Rumo. Conta ainda com Alupar, Robert Walters e Cultura Inglesa como patrocinadores oficiais. Também são fornecedores e apoiadores do rugby brasileiro: Gilbert, Travel Ace, Fortify, Bearco, Deloitte, JExperts e Workout.

O rugby é o segundo esporte coletivo mais praticado no mundo, com quase 7 milhões de jogadores registrados e presente em mais de 170 países. No Brasil, são mais de 3,2 milhões fãs de acordo com o Ibope Repucom, mais de 300 agremiações esportivas e 60 mil atletas e praticantes, números que, somados à volta da modalidade ao programa olímpico nos Jogos do Rio 2016, fizeram a World Rugby (a federação internacional de Rugby) eleger o Brasil como prioridade estratégica de investimento”.

 

 

Postar comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Liquid error: Could not find asset snippets/size-chart.liquid