Alemanha supera o Brasil em segundo amistoso de rugby XV

Tupis caem para os donos da casa no frio de Leipzig e agora jogam contra Portugal, em Coimbra

A Seleção Brasileira de Rugby XV fez neste sábado (26), seu segundo test match em solo europeu. A partida contra a Alemanha, realizada em Leipzig (ALE), terminou com vitória dos donos da casa por 36 a 14. Os Tupis agora se preparam para o último jogo da gira europeia, diante de Portugal, no dia 1º de dezembro, na cidade lusa de Coimba.

O jogo

Com temperatura girando em torno de 0ºC em Leipzig, na região da antiga Alemanha Oriental, alemães e brasileiros fizeram boa apresentação de Rugby XV. O jogo começou melhor para os donos da casa, que abriram o placar no logo nos minutos iniciais com try de Otto. Os brasileiros fizeram seus primeiros 3 pontos com penal de Moisés, mas logo sofreram com a mesma moeda de Aounallah.

No fim do primeiro tempo a partida ficou movimentada. A Alemanha voltou a marcar com tries de Ferreira, e Otto, novamente, abrindo 24 a 3. Os Tupis, com um a menos temporariamente, chegaram ao seu primeiro try no jogo com Gelado, não convertido. Vollenkemper respondeu para os alemães, também sem conversão, fechando o primeiro tempo em 29 a 8.

No segundo tempo o Brasil se lançou ao ataque tentando pontuar com os pés. Moisés anotou mais 3 pontos com drop goal, mas na sequência errou um penal e outra tentativa de drop. A Alemanha igualou as forças e chegou a seu quinto try, com Von Grumbkow. Os Tupis ainda tentaram atacar, mas o desgaste físico e o frio diminuíram o ímpeto brasileiro. Moisés ainda marcou mais três pontos em outro penal, decretando o placar final de 36 a 14 para a Alemanha.

A Seleção Brasileira agora vai a Portugal para sua última partida na gira europeia, contra Portugal, em Coimbra, no dia 1º de dezembro. Este, que será o segundo jogo na história entre as duas seleções, será a última partida da equipe de Rugby XV em 2016.

 

Test match de Rugby XV

Alemanha 36 x 14 Brasil

Local: Leipzig (ALE).

Alemanha: 1 - Julius Nostadt, 2 - Dash Barber, 3 - Samy Füchsel, 4 - Eric Marks, 5 - Michael Poppmeier, 6 - Jaco Otto, 7 - Sebastian Ferreira, 8 - Timo Vollenkemper, 9 - Tim Menzel, 10 - Rayons Parkinson, 11 - Clemens von Grumbkow, 12 - Carlos Soteras-Merz, 13 - Marcel Coetzee, 14 - Steffen Liebig, 15 - Harris Aounallah; Suplentes: 16 - Dale Garner, 17 - Jörn Schröder, 18 - Antony Dickinson, 19 - Robert May, 20 - Kehoma Brenner, 21 - Rafael Pyrasch, 22 - Oliver Paine, 23 - Mark Sztyndera.

Brasil: 1 - Alexandre Alves “Texugo”, 2 - Yan Rosetti, 3 - Wilton Rebolo “Nelson”, 4 - Lucas Piero “Bruxinho”, 5 - Gabriel Paganini, 6 - Matheus da Cruz Daniel “Matias”, 7 - Cleber Dias “Gelado”, 8 - Nick Smith (SPAC), 9 - Beukes Cremer, 10 - Guilherme Coghetto, 11 - Stefano Giantorno, 12 - Moisés Duque, 13 - Felipe Sancery, 14 - Mateus Estrela, 15 - Daniel Sancery; Suplentes: 16 - Daniel Danielewicz “Nativo”, 17 - Jonatas Paulo “Chabal”, 18 - Flavio Chuahy, 19 - João Luiz da Ros “Ige”, 20 - Joabe Souza, 21 - Bruno Garcia “Bruninho”, 22 - Luan Smanio, 23 - Robert Tenorio.

Árbitro: Maxime Burlet (Bélgica).

 

Postar comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Continuar comprando
Seu Pedido

Seu carrinho está vazio. Você irá apoiar a CBRu com cada compra!