BRASIL DERROTA POTÊNCIAS, FATURA O VICE EM VIÑA DEL MAR E GARANTE VAGA PARA O HONG KONG SEVENS

Com vitórias diante de Uruguai, Estados Unidos, África do Sul e Peru, Tupis dão show e conquistam marcas inéditas

18/01/2016 | Confederação Brasileira de Rugby.

Viña del Mar (CHI): Feitos históricos, classificação e grandes resultados. Em preparação para os Jogos Olímpicos Rio-2016, a Seleção Brasileira Masculina de Rugby Sevens deu show no torneio Viña Sevens, neste final de semana, em Viña del Mar (CHI). Os Tupis bateram potências mundiais da categoria, faturaram o vice-campeonato inédito e garantiram vaga para o Torneio de Hong Kong da modalidade pela segunda vez consecutiva.

“Estamos muito contentes com nosso o desempenho. Escrevemos um belo capítulo na história do rugby brasileiro e mostramos a nossa evolução. Temos um excelente projeto a longo prazo, e o crescimento do rendimento já é nítido. Vamos manter os pés no chão, pois só assim poderemos chegar ainda mais longe”, comemorou o técnico Andres Romagnoli.

Integrante do Grupo B, o Brasil encarou três sul-americanos, no sábado, de olho em classificação para o Hong Kong Sevens, torneio de acesso à elite do rugby mundial da categoria. Pela primeira vez na história, os Tupis bateram o Uruguai em dois jogos consecutivos (a partida anterior ocorreu no Torneio Mar del Plata). Diante do Chile, a equipe não conseguiu repetir o mesmo desempenho. Contudo, os brasileiros buscaram a reação contra o Peru, em grande estilo, para alcançar a vaga.

Nas quartas de final, o Brasil encarou os EUA. De maneira avassaladora, Tanque, Martin, Rambo e Boy anotaram os quatro tries dos Tupis ainda na primeira etapa. Os norte-americanos esboçaram reação no segundo tempo, contudo, Drudi ultrapassou a linha do in-goal para marcar outro try.

A fase seguinte colocou o Brasil frente a frente com a potência e tradicional África do Sul. O adversário disputou o torneio com atletas da seleção principal, além de futuras promessas. E os Tupis, novamente, deram show. A equipe sul-americana abriu 21 a 0 no placar, com tries de Lucas Muller (2 vezes) e Alemão, e soube administrar o marcador para garantir a inédita vaga à final da competição.

Já na decisão, a Seleção Brasileira fez duelo de grandes alternativas e bastante disputado contra a Argentina. No intervalo, o placar era de 19 a 12 aos Pumas. Contudo, na etapa final, os vizinhos sul-americanos se impuseram e garantiram o troféu do Torneio Viña Sevens. 

Com a classificação para o Hong Kong Sevens, que será disputado nos dias 8, 9 e 10 de abril, e o inédito vice-campeonato na bagagem, os Tupis retornam ao Brasil após as disputas dos Torneios Mar del Plata e Viña del Mar e seguem a preparação de olhos nos Jogos Olímpicos Rio-2016.

“Os bons resultados são reflexos do nosso árduo trabalho. O planejamento está sendo bem conduzido e estamos confiantes em nossa evolução. Agora, vamos seguir a rotina de treinamentos para aprimorarmos nossos aspectos físicos, técnicos e táticos em busca do nosso crescimento”, comentou Romagnoli.

A viagem será realizada com recursos do Ministério do Esporte por meio de um convênio 775350/2012, firmado entre Ministério do Esporte e Confederação Brasileira de Rugby, por meio do Sistema de Convênios e Contratos de Repasse (SICONV) do Governo Federal. “Programa de Alto Rendimento para as Seleções Olímpicas Feminina e Masculina de Rugby visando os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016”

Para mais informações, acesse o site oficial da Confederação Brasileira de Rugby.

 

Grupos
Grupo A:
 África do Sul, Argentina, Estados Unidos e Canadá
Grupo B: Brasil, Chile, Uruguai e Peru.

 

(16/1) – Horário de Brasília

14h20 – Chile 31 x 00 Peru
14h40 – Uruguai 12 x 19 Brasil
15h00 – Canadá 00 x 40 África do Sul
15h20 – Argentina 22 x 07 Estados Unidos

17h00 – Uruguai 33 x 07 Peru
17h20 – Chile 24 x 00 Brasil
17h40 – Estados Unidos 07 x 33 África do Sul
18h00 – Argentina 22 x 05 Canadá

20h10 – Brasil 56 x 07 Peru
20h30 – Chile 26 x 10 Uruguai
20h50 – Canadá 17 x 21 Estados Unidos
21h10 – Argentina 07 x 24 África do Sul

 

(17/1)

Quartas de final

13h30 – Peru 00 x 54 África do Sul
13h50 – Uruguai 05 x 29 Argentina
14h10 – Brasil 33 x 07 Estados Unidos
14h30 – Chile 14 x 12 Canadá

 

Semifinais Taça Bronze

16h10 – Estados Unidos 19 x 10 Peru
16h30 – Uruguai 10 x 21 Canadá

 

Semifinais Taça Ouro

16h50 – Brasil 21 x 12 África do Sul
17h10 – Argentina 35 x 07 Chile

 

Finais

19h25 – Decisão do 7º lugar – Peru 00 x 45 Uruguai
19h45 – Final Bronze – Estados Unidos 17 x 15 Canadá
20h05 – Final Prata – África do Sul 29 x 12 Chile
20h45 – Final Ouro – Brasil 12 x 33 Argentina

 

Classificação geral: 1º - Argentina; 2º - Brasil; 3º - África do Sul; 4º - Chile; 5º - Estados Unidos; 6º - Canadá; 7º - Uruguai e 8º Peru.

 

Convocação: Seleção Brasileira

Arthur Bomfim Bergo (SPAC);
Pedro Henrique da Costa Lopes (São José);
Lucas Drudi Romeu (Jacareí);
Felipe Claro Sant’Ana Silva “Alemão” (SPAC);
Lucas Rodrigues Duque “Tanque” (São José);
Moisés Rodrigues Duque (São José);
Stefano Giantorno (San Luis, Argentina);
Rodrigo Jose Andrioli (São José);
Laurent Jose Bourda Couhet (Band Saracens);
Lucas Rainho Tranquez “Zé” (SPAC);
Gustavo Barreiros de Albuquerque “Rambo” (Curitiba);
Robert Aguinaldo Tenório da Silva Santos (Pasteur)Histórico! Brasil derrota potências, fatura o vice em Viña del Mar e garante vaga no torneio de acesso à elite mundial

Postar comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados